Menu Fechar

O iPad vai deixar de funcionar?

Uso o iPad mini da 1.ª geração para organização das ideias, projetos, ver videos no YouTube e tudo o que é referente à minha prática profissional.

Resumindo, é-me extremamente útil no dia-a-dia.

Como o equipamento já é antigo, há alguns anos que deixou de receber atualizações.

Entretanto, a Apple lançou um alerta urgente a informar que quem tem equipamentos mais antigos, como o iPhone 5, o iPad de 4.ª geração (estes com respeito ao iOS 10.3.4) e o iPhone 4s, o iPad mini de 1.ª geração, o iPad 2 e o iPad de 3.ª geração (estes com respeito ao iOS 9.3.6, precisa de atualizar o software para corrigir um problema que terá a ver com uma atualização do GPS que está para chegar.

O alerta diz que se não for feita a atualização, estes equipamentos deixam de funcionar convenientemente e de forma permanente no dia 3 de Novembro.

São referidas perdas de sincronização de serviços como o iCloud ou obtenção de mensagens de e-mail. Se os problemas forem esses, tranquilo por mim. Dizem que se refere a uma limitação no sistema GPS e que as versões mais recentes cobrem este problema, mas as anteriores não.

No entanto, tem sido grande a discussão gerada por esta notícia porque é um facto que, não só os equipamentos vêm cada vez mais preparados para se tornarem obsoletos numa data marcada, mas também cada vez que há uma atualização os equipamentos da Apple tendem a ficar mais lentos.

O objetivo seria melhorar e, apesar de outras melhoras, essa é uma que não é visível. Aliás, foi qualidade atribuída à última versão do iOS, mas devo dizer que não notei grande (ou pequena) diferença.

gadgets, ipad, iphone, ipod, apple, ideias da Fia

Quem usa dispositivos da Apple sabe também que nos últimos anos, sempre que há um atualização do iOS, os utilizadores são pressionados a instalá-la, até ao momento em que não têm opção senão fazê-lo.
E o nosso poder de decisão?

Porque há algumas atualizações que vêm melhorar ou trazem funcionalidades desejadas, mas outras não, especialmente em equipamentos mais antigos.

Sem querer cair no registo da teoria da conspiração, diria que é uma boa forma de manter o controlo sobre a data de expiração de um equipamento para que este seja substituído por um mais recente.

Ainda tenho o iPad 1 plenamente funcional. Só já não dá para instalar quase nada porque as versões antigas das apps deixam de estar disponíveis na AppStore. Algo que não acontece com versões antigas de software para Windows, por exemplo.

Se o controlo das apps e atualizações de software são úteis para prevenir o resultado de más intenções, por outro lado, nestes moldes, limita bastante a nossa liberdade.

Como tenho saudades de algumas características dos tempos em que, se queríamos melhorar o nosso computador, não precisávamos de o trocar por um novo… Era só fazer-lhe um upgrade.

No entanto, não sou saudosista ou alarmista.
Quero poder continuar a usar o meu iPad mini de 1ª geração da forma como o tenho usado. Sendo-me muito útil na minha organização do tempo, das tarefas e do meu trabalho. Não quero comprar outro aparelho.

Nesta discussão, há aqueles que dizem que este problema com o GPS é só uma desculpa para atualizarmos, outros que questionam o funcionamento de tantos outros aparelhos (como televisões e afins) antigos e aqueles que este problema só se sentiria em 2029.

Se quiseres acompanhar a discussão podes ler mais neste artigo do Pplware.

Podes atualizar, ou esperar para ver.

Até ver não vejo qualquer possibilidade de atualização, fico-me pela teoria do alarmismo desnecessário e espero para ver.

Posso-me ferrar, mas vou apostar que, por aqui, vai continuar tudo na mesma.

Editado: Devo dizer que por aqui, já a meio do mês, continua tudo na mesma, sem atualizar, mas plenamente funcional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

9 + fourteen =