Menu Fechar

Foco, metas e minimalismo

Antes de mais agradeço-lhe o tempo que dedicar a esta leitura porque bem sei como, nos dias que correm, andamos todos tão atarefados.

Se por outro lado, se encontra de férias… boa! Espero que estas lhe sejam úteis e não me refiro a permitir colocar tarefas e projetos em dia, mas para realmente relaxar e aproveitar uma rotina diferente da maior parte do ano.

No geral, com todas as coisas que temos para fazer, acabamos muitas vezes por nos distrair daquelas que realmente gostaríamos de fazer.

Para interromper esse padrão tenho experimentado usar e abusar de metas, não de uma forma obsessiva (espero! :D) mas de uma forma mais fluida. Se der dá, se não der não dá. No entanto, o que noto é que me mantém mais focada naquilo que pretendo. E por metas tenho focado aquilo que quero realizar e aquilo que me faz feliz.

foco_metas_e_minimalismo

Como funcionam as metas para si?

Ultimamente as minhas metas têm andado de mãos dadas com prazos porque assim… não só me mantenho focada como faço acontecer.

Não sei como é consigo, mas cada vez reforço mais a ideia que funciono melhor com prazos. Se houver uma data limite para fazer algo torna-se mais fácil de realmente fazer. O desafio dos minimalistas que aceitei em Junho foi mais uma confirmação de que assim é.

O mês pareceu voar, mas fartei-me de destralhar (até rimou)!

Entretanto chegou Julho com os 3 desafios a que me propus. Precisamente pelo facto de metas e prazos combinarem tão bem.

Três pareceu bastante, mas procurei conjugá-los de forma a chegar a bom termo através de passos realizáveis.

Reduzir para aumentar

Sabe aquela sensação de ter coisas a mais ou espaço a menos? E a sensação de arrumar, organizar, mas continuar a não satisfazer? Essa. Apesar de sentir que está cada vez melhor, ainda sei ser um longo caminho a percorrer.

Não tenciono tornar-me minimalista, mas o objetivo é continuar a destralhar para reduzir a quantidade de pertences e deixar de ter necessidade de organizar tralha. Prefiro investir o meu tempo em coisas – ou experiências,  mais preciosas.

Assim estes 3 desafios seguiram o mesmo objetivo: reduzir a quantidade de tralha para aumentar a qualidade de vida.

15 Minutos diários de destralhe 

Decidi assim continuar com o destralhe diário, passando apenas a partilha para o formato semanal. Uma vez que ia adoptar mais desafios convinha criar espaço no dia para eles e a partilha diária em video representava um tempo extra que poderia libertar.

#projetodestralhe

30 Dias de cinema

Decidi começar a destralhar a minha videoteca de uma forma mais empenhada e, depois de ler uma partilha no blog da Kika, achei que podia abraçar o desafio de um mês a ver um filme por dia.

Mesmo sem conseguir ver um título por dia, foi tão produtivo que libertei 12,5 Gb de espaço em disco! E mais um dvd. Yay!

#desafiocinema

Agora Vai

Já este foi um desafio mais tranquilo, sem implicar acções diárias.

Consiste em escolher 3 artigos de entre vestuários, calçado, acessórios ou maquilhagem, que estejam encostados “à box” há algum tempo, os quais nos comprometemos a usar durante aquele mês para decidir se ficam, para continuarem a servir, ou se vão embora.

Porque este desafio tem potencial para me ajudar a continuar o destralhe no armário e me ajudar a definir melhor o meu estilo pessoal e porque só implica uma partilha mensal e alguma atenção ao que visto ao longo do mês, vou abraçá-lo por tanto tempo quanto me servir.

#agoravai

Seguindo em frente

A fase seguinte seria a de manutenção e apesar de gostar de já lá estar, não é o caso. Ainda tenho muito para destralhar, pelo que vou continuar nesta fase. Mas podemos sempre dar mais um passo!

Esta semana que terminou trouxe também o final de Julho e, em potencial, destes 3 desafios. Mas apesar do caos que se foi instalando progressivamente nos últimos tempos e culminou no mês de Julho com a morte de alguém tão querido na minha vida, posso considerar que os desafios correram bem.

Tão bem que vou continuar os 3 em Agosto. Mas vou dar mais um passo e juntar-lhe um quarto desafio.

Quatro?!? Bem sei. Por vezes estico-me um pouco, mas quero aproveitar o embalo e, pela análise que fiz, vou conseguir gerir os quatro.

Os três desafios que já tinha no mês anterior representam duas partilhas semanais e uma mensal, referentes a menos de duas horas diárias. Já o quarto não sei bem como se irá repartir ao longo dos dias, mas será para abraçar sempre que possível.

Sai workshop

Não sei que nome darei a este desafio, mas o seu propósito é me comprometer (e levar à conclusão) a finalmente lançar o workshop cujo formato renovei e aguarda há 3 ou 4 anos por falta de tempo. Ah, pois!

Claro que o tempo somos nós que o gerimos e por vezes mal – por mim falo. Pode ser que assim avance mais facilmente para a linha de partida e não me esqueça dia sim, dia sim.

O que está em cima da mesa?

O workshop (ou oficina prática) foi reformulado e inclui agora uma componente online e um acompanhamento posterior, como se de uma supervisão de casos se tratasse, para dar mais confiança e segurança ao formando.

Preciso de encontrar datas para as diversas sessões, combinar data para a sessão vivencial com o espaço onde irá decorrer e criar o pré-lançamento. Para este pré-lançamento, irei criar 3 videos com dicas sobre regressão de memória para terapeutas de Reiki, as páginas referentes aos mesmos, a página de registo e os emails que acompanham o processo de lançamento.

Julgo que é só isto que falta.

O meu objetivo: fazer o lançamento durante o mês de Agosto.

Penso que seja viável, vou começar já a fazer figas… para depois desfazer porque preciso de pôr mãos à obra.

#regressaocomreiki

Parece-lhe muito para um mês só?

Deixo-lhe um desafio… estabeleça um objetivo para este mês. E conte-me nos comentários abaixo qual vai ser o primeiro passo a dar nesse sentido. 😉

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

twelve − six =