Menu Fechar

11 Dicas para compras da China

Sabe aqueles sites de produtos que vêm da China, com preços mais curtos que a mini saia? Hoje trago 11 dicas para partilhar consigo sobre como pode (também) poupar nestas encomendas.

Tanto podemos poupar reduzindo o preço de custo na hora da compra, quanto reduzindo custos (e chatices) a curto e médio prazo. Refiro-me a ambos.

Não que eu seja especialista no assunto porque até hoje só fiz 3 destas encomendas, mas porque são detalhes que facilmente descuramos por estarmos habituados a comprar artigos de uma forma diferente. Detalhes que fazem toda a diferença.

1 – Leia os comentários de quem já comprou

Embora possa encontrar muitos comentários infundados (porque se encontram de todos os tipos) ou referentes a situações singulares, também pode encontrar muita informação útil sobre a venda em si.

O que já aprendi ao ler os comentários:

  • que alguns artigos são vendidos em partes distintas (exemplo: emissor e receptor em separado, quando quer comprar o conjunto)
  • que determinados acessórios são vendidos à parte
  • que é preciso ter muito cuidado com as medidas
  • que o artigo eléctrico pode vir com ficha para tomadas da Europa ou dos EUA

Informações que poderiam estar claras na descrição (que eu não li por completo) ou não.

2 – Avalie as queixas nos comentários

Digo isto porque, como disse, encontramos todo o tipo de comentários e porque há muita gente – ahem – que não lê toda a descrição do artigo e depois queixa-se sem razão. De forma que convém comparar a informação dos comentários com a descrição e as fotografias do artigo para ver se as queixas lhe parecem fundadas.

Claro que me posso enganar, mas parece-me tão claro o motivo de tantos dos comentários que ali deixam…

Como exemplo, que partilhei no video acima, ao encomendar um carregador sem fios para o telemóvel, li comentários de uns que diziam que não funcionava e de outros que diziam que era um espectáculo e fazia o que tinha sido anunciado.

Ao voltar a ler a descrição, vi a informação de que o artigo em questão era apenas o emissor para carregar o telemóvel, mas que precisaria de comprar também o receptor para que funcionasse.

Conclusão: metade daqueles compradores não tinha (tal como eu) lido a descrição na íntegra. E para além de pensarem que o artigo que compraram não funciona (e terem deixado um feedback negativo para a loja e outros interessados), alguns deles provavelmente farão nova compra de outra loja e voltarão a cair no mesmo erro.

Mas também poderá encontrar informação sobre defeitos nas peças ou a sua qualidade, que podem ajudar na decisão de compra.

3 – Veja todas as fotografias do artigo

Inclusive, e especialmente, as fotografias tiradas pelos compradores, após receberem os seus produtos.

Dependendo do site e/ou app que utilizar, os compradores poderão ter a possibilidade de tirar uma fotografia com o seu telemóvel e enviá-la no momento do feedback sobre o produto e a loja. Isto ajuda a loja as suas próprias imagens e artigos.

4 – Amplie as fotografias 

Abra a fotografia do artigo em que este esteja mais próximo (maior) e amplie-a para ver melhor a qualidade do material.

Dá para ver avaliar a transparência, espessura, tipo de material, trama do tecido, etc.

5 – Verifique as medidas

Pegue na fita métrica e procure as tabelas de medidas do artigo ou de comparação de medidas entre países. Pode evitar assim muitas chatices.

6 – Tenha atenção ao valor dos portes

Porque algumas lojas oferecem os portes, outras cobram apenas 1 ou 2 euros, mas outras baixam o preço do artigo para atrair interessados e colocam a diferença no valor do envio.

7 – Procure os outros artigos que pretende na mesma loja

Se os portes forem gratuitos, peça de tantas lojas lojas quantas quiser. Se não forem, procure os outros artigos na mesma loja de onde já está a encomendar. Se os encontrar, só paga portes uma vez.

8 – Encontre o preço mais baixo

Faça uma pesquisa pelo nome do artigo e encontre o preço mais baixo na listagem. Mas lembre-se de comparar também o valor dos portes. Muitas vezes encontra outras lojas que têm o mesmo artigo em promoção.

9 – Verifique a necessidade de escrever ao vendedor

Dependendo do artigo, pode encontrar algumas características que precisa de escolher ao encomendar, como côr e tamanho.

Mas por vezes, esta opção não existe. Numa primeira análise parecerá que o artigo virá na côr da fotografia ou, se apresentado com cores diferentes, poderá vir de qualquer uma daquelas cores. O melhor será não nos pormos a adivinhar porque a coisa pode não correr nada bem.

Leia de novo a descrição porque muitas vezes está lá indicado que terá de enviar mensagem ao vendedor a informar a côr que pretende (ou outra característica) e que se assim não for, receberá uma côr ao acaso.

Um outro exemplo são artigos electrónicos que podem ter ficha para a Europa ou para os EUA. Muitas vezes tem de indicar a ficha que pretende por mensagem, após a encomenda.

10 – Use os favoritos para saber das promoções

Ao colocar um artigo na sua lista de favoritos (ou desejos), será notificado por email e/ou na aplicação quando este se encontra em promoção e por quanto tempo.

11 – Acompanhe o envio dos artigos encomendados

Faz sentido ir acompanhando a entrega das suas encomendas, não só para saber quando chega ou onde se encontra, mas também para perceber se houve algum problema.

Por exemplo, o carregador que mencionei anteriormente, foi enviado para o código postal errado e devolvido à China. Se tivesse visto antes, poderia dirigir-me à estação para onde foi e tentar levantar a encomenda. Como só vi depois de ter sido devolvida, enviei mensagem a perguntar o que tinha acontecido e foi feito um reembolso de imediato.

Se continuasse a aguardar indefinidamente, poderia deixar passar o prazo de protecção da encomenda e não ser reembolsada.

Alguns sites oferecem esta protecção, outros talvez não, pleo que será de interesse ver os termos de utilização do site que usar. Hoje em dia, até o Paypal tem uma protecção para as compras online – alteração recente aos termos de serviço, provavelmente impulsionada pela quantidade destas compras nos últimos tempos.

Geek e AliExpress

Quanto às aplicações (sites) que uso:

  • Geek – que pertence à Wish (é capaz de já ter visto algum anúncio no Facebook) e na qual paga sempre portes (embora tenha a 1 ou 2 euros)

  • AliExpress – talvez o site mais conhecido de compras na China, onde encontra muitos artigos com portes gratuitos

E se quiser ver os artigos que recebi da China nestas últimas encomendas, é só espreitar o video abaixo.

[bctt tweet=”Já comprou alguma coisa da China?”]

Tem alguma dica para acrescentar?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

three × 2 =