Menu Fechar

Casaco vira almofadas

Bom dia!  

Este sol fantástico dá-me mesmo vontade de organizar qualquer coisa!… 😉

Ontem aproveitei para arrumar de novo o meu roupeiro. É incrível como a roupa se vai desorganizando sozinha! :)) Mas também é bom ver que as mudanças implementadas na última organização limitam a desordem dentro do armário e das gavetas.

Nesta arrumação tirei mais algumas peças para dar e uma ou outra para reciclar. Para além de que dobrei as camisolas que guardo dentro da caixa do roupeiro da mesma forma que agora dobro as que coloco nas gavetas da cómoda e couberam o dobro das peças!

Ficou melhor ainda, apesar de agora ser Inverno e as roupas desta estação ocuparem mais espaço!  

Entretanto, o saco das roupas para reciclar já está a engordar mais do que deveria por isso em breve começo a partilhar novos projetos nessa linha. A última peça de roupa que reciclei foi um casaco que estava a aguardar vez no saco e deixou muito espaço livre…  

Este foi um casaco que a minha mãe me fez há já muitos anos. Não tenho bem ideia de quando foi, mas pelo menos há 19 anos! 😛 Comigo a roupa dura muito, muito tempo porque a estimo, não ligo muito a tendências senão a minha e não compro muita.

Sei que tenho outras fotos com este casaco em que está mais visível, mas não consegui encontrar nenhuma. Não costumo estar nas minhas fotografias, só encontro mais pesquisando nas do maridão ou procurando fotos impressas por aí perdidas, ainda por digitalizar.

E o artigo já esperava há tanto tempo que decidi publicar!  

Mas o que interessa agora é o resultado final, certo? 😉 O casaco ainda estava bom, mas as mangas ficavam-me curtas e o corte era largo. No entanto, gostava tanto do material e dos tons que não resisti: virou almofadas!

Tirei a medida de uma das almofadas quadradas que temos por aqui, assim como de um pequeno rolo e pedi à minha mãe que mas costurasse. Sim, eu sei. Não fui bem eu que as fiz, mas tive a ideia…

Quis aproveitar a parte da frente do casaco para que a almofada ficasse com bolso. Foi só cortar e coser. Quando o tempo começou a ficar mais frio vesti o rolo da chaise longue do gabinete e coloquei lá a almofada. O material é em pelo e tem diversos tons de azul, a imitar remendos. Como o gabinete está decorado em tons de azul, ficam lá muito bem.

E pronto! Fica a recordação do casacão que a minha mãe me fez e que me manteve quentinha durante tantos anos – e tanto uso teve! Para além de que gosto mesmo de ver o bolso na almofada! Deixei o livro de fora para a fotografia, mas cabe quase todo dentro do bolso. Diria que é uma boa almofada de leitura.

Gostou? Como é que recicla os seus casacos? 😉  

Beijinhos renovados,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

17 − eight =