Menu Fechar

Projecto 31 Dias de Cinema: À espera de um milagre

Hoje será o dia #4 do Projecto 31 Dias de cinema.

Continuo as minhas sugestões em volta de títulos antigos. E a sugestão de hoje…

À Espera de um Milagre

O filme cujo nome original é The Green Mile, nome dado ao corredor da morte nos Estados Unidos, merece uma assistência atenta. Este é um filme que nos mostra a realidade dura entre a vida dos guardas e a morte dos condenados.

Da mensagem que retirei do filme foram três os pontos que mais me tocaram.

O primeiro foi a forma como aqueles seres que têm como função manter a ordem num presídio se deixam tocar pelas vidas dos prisioneiros e estou a lembrar-me de quando dois guardas sugeriam lares alternativos para o pequeno rato amestrado de um dos prisioneiros (quando ele está perto da data de execução) e Brutus lhe conta uma história duma cidade dos ratos que supostamente existe num outro estado, só para que este pudesse ficar feliz.

Podemos até pensar “estas coisas só mesmos nos filmes”, mas acredito que muitas almas caridosas fazem o mesmo tipo de acções. Faz-nos pensar como, por vezes, algo tão simples pode ser tão importante para alguém, um momento que nos podia passar ao lado e em que podemos fazer a diferença, ‘fazendo’ a felicidade de alguém, seja por uma palavra, um carinho, uma partilha…

O segundo facto que me tocou foi o foco subtil em que nada é por acaso. John Coffey, o prisioneiro com o dom, tinha um objectivo específico para ali estar, para além de mudar algumas vidas com quem lidou enquanto esteve no corredor e para além de equilibrar duas situações negativas (a violência do guarda Percy e a crime contra as duas meninas), foi ao encontro da própria morte mesmo sem ser culpado e sem deixar culpas em cima de alguém.

O que me leva ao terceiro ponto… John Coffey ouvia e sentia as angústias e dores do mundo, o personagem é apresentado como alguém que tem o dom de tirar o ‘mal’ dos outros e deitá-lo fora de seguida. Mostra-nos subtilmente, e num sentido um pouco figurado, o equilíbrio do universo – as energias que emitimos e que voltam a nós – tocando na cura e na força vital.

Como tudo, é uma questão de gostos, mas para mim… um bom filme, sem dúvida!

Título original: The Green Mile
Ano: 1999
Mais info na IMDB
Aluguer instantâneo na Amazon: The Green Mile (link afiliado)
Trailer no YouTube

Já viram o filme? O que acharam?

Beijos cinéfilos,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

eight + eight =