Menu Fechar

Ideias para organização na zona de lavandaria

Viva!

A área da casa onde cuidamos da roupa suja é, muitas vezes, uma daquelas zonas onde acumulamos coisas que não são sequer úteis ali – ahem! Como mostrei no anterior post deste projecto, a nossa era disso um bom exemplo Mas esse é um cenário do passado agora! (big smile aqui)

Estou muito satisfeita com o resultado, mas deixo aqui mais inspiração para a organização deste espaço para quem ainda o necessite! Os passos são aqueles que funcionam bem em qualquer espaço: esvaziar, limpar, separar, organizar e decorar. Algo por aí!  

Quando o espaço o permite, uma bancada para dobrar roupa dá muito jeito. Esta pode ficar sobre a(s) máquina(s) ou próxima, caso as máquinas estejam uma em cima da outra, por exemplo.

via
via
via

Prateleiras e armários para guardar tudo o que é necessário para o cuidado das nossas roupas são essenciais a uma boa organização. Mesmo que o espaço seja pequeno, pode sempre arranjar-se algum espaço para arrumação. Quer seja nas paredes, dentro de um armário ou atrás da porta.

via
via
via
via
via

Se, como nós, tiverem a sorte de ter uma divisão só para este fim, podem dividi-la por zonas. No nosso caso, temos a zona da lavagem de roupa, a engomadoria, arrumos, stock de produtos (extensão da despensa), utensílios de limpeza e arranjos (já que temos máquina de costura ali). Arrumando os produtos e utensílios na zona onde vão ser utilizados, poupa-nos tempo e torna o espaço mais funcional e intuitivo.

via
via

Um local para pendurar a roupa que não será dobrada (camisas, calças, saias) dá muito jeito. Pode ser usado um varão como os de roupeiro, extensores para cortinas de banho ou mesmo um toalheiro sob uma prateleira (que foi a nossa opção).

via
via

E por ser uma zona em que cuidamos da roupa suja não quer dizer que não tenha elementos que sirvam apenas para decoração.

via

E se for uma zona de passagem, no interior da casa, podem sempre usar-se portas e armários para esconder a real função dessa área.  

É importante que este espaço esteja do seu agrado, para além de organizado, pois será mais agradável utilizá-lo e terá mais vontade de o manter dessa forma agradável.

Igualmente importante é a forma como se encontra organizado. Se os recipientes, cestos, caixas, frascos estiverem devidamente identificados é mais fácil manter a organização. Um cesto cuja função não esteja claramente identificada, mais tarde ou mais cedo, acaba por ser recipiente de coisas soltas para as quais não se encontra outro lugar no momento. E se tiver uma identificação é mais fácil nós (assim como o resto da família) respeitarmos essa identificação e colocar ali apenas o que ali pertence.

via
via

Também me parece útil – é algo que ainda quero adiccionar à nossa lavandaria – um kit de tratamento de manchas. A Martha Stewart indica, no site, farinha de milho para absorver manchas recentes de gordura  (no momento), solventes de óleo ou produtos de limpeza a seco para resíduos mais antigos, agentes branqueadores naturais como o sumo de limão ou vinagre branco, glicerina para tinta de caneta, cotonetes e aplicadores de esponja (como os de maquilhagem) para aplicar mais facilmente o produto a usar.

Com certeza que muito fica por dizer, mostrar e inspirar… Como prefer organizar esta área? Que outras dicas poderia partilhar aqui? Com certeza que poderão ajudar outras pessoas a encontrar a melhor forma de organizar os seus espaços.

Pode encontrar mais inspiração neste post de Janeiro e não se esqueça de visitar os links logo abaixo das imagens para encontrar mais boas ideias.

(Este é o dia #10 do Projecto 31 Dias de Organização em Casa. Se não está a acompanhar o projecto, pode ver a lista dos espaços já cobertos até à data no primeiro artigo, clicando no link.)  

Beijos inspirados,
Sofia

5 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

19 − 3 =