Menu Fechar

DIY falhado: Como não fazer uma manga tatuada

Bom dia de sol!

É capaz de já ter dado para notar que gosto de fotografia – mesmo que acabe por usar fotos de telemóvel nos DIY’s (mea culpa), mas sou daquelas pessoas que não mostra só as melhores fotos. Até porque tudo faz parte do trabalho que fiz em determinado momento e de quem sou, certo? Pelo menos é a minha forma de pensar. Posso escolher as melhores para ilustrar algo, mas não escondo as restantes do resto do mundo.

Então…
Hoje partilho consigo algo que também faz parte, não é?… Um DIY completamente falhado!

Sinto-me frustrada, mas houve um momento em que me fartei de rir com o resultado. Ora bolas, pelo menos tentei! 

O que não saiu bem foi uma manga tatuada que quis fazer para uma sessão que está programada. Como o tema é pin-up, a manga ficava bem, mas como é dispensável, já nem penso mais nisso!

Veja só como NÃO fazer…
Comecei por comprar umas meias cor da pele (pelo joelho) e coloquei uma meia num cartão com o desenho por baixo. Fiz o traço de todo o desenho com um marcador e não pareceu nada mal…

Mas já tinha sido um erro, não é? Quis atalhar e pegar as canetas, em vez das tintas de tecido ou acrílicas, sobre as quais talvez tivesse um pouco mais de controlo (acho que não vou querer descobrir para já)! O problema foi, então, quando a tinta começou a “abrir” e se espalhar pela meia…

Fui vendo, mas fui insistindo. Pensei: mesmo um pouco esborratado, pode ser que dê para safar fazendo novo contorno no fim… Pois é, né?!

A ideia não estava má, mas o resultado estava a ficar péssimo! Aqui eu já me ria, mas não deixei de experimentar a manga no braço…

Aí foi o delírio total!
Mais… como não esperei secar antes de pôr no braço, quando tirei a meia ainda precisei de passar álcool na pele! Dá para ver ali um pouco de esborratado abaixo…

A ideia era boa! Pelo menos eu acho! Mas como a sessão teve de ser adiada por outros motivos e eu já tinha encomendado uma manga na semana anterior, com um pouco de sorte, pode ser que esta chegue a tempo e sempre tenha uma pin-up tatuada! Se não, podemos sempre recorrer ao photoshop para tatuar uma ou outra foto.

Bem, agora pode esquecer o que viu e voltar mais tarde, que pode ser que se arranje um DIY de jeito!

Beijocas divertidas,
Sofia

Nota:
Pois é! Mas ainda volto com este assunto… parece que não me dei por vencida. Reparei que nem todos os traços estavam esborratados e percebi que depende do tipo de caneta, pelo que a má escolha foi da caneta com que fiz o contorno geral. Estou a experimentar canetas do outro lado da meia, pelo que ainda devo voltar com este tema por aqui!
Até breve! 😛  Veja o resultado da nova experiência aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

five × 4 =