Fechar

Sonhei com Ganesha

Esta noite sonhei com Ganesha. Como nunca me aconteceu, a primeira coisa que fiz ao acordar foi perguntar ao Mr. Google o que isso queria dizer.

Embora não seja devota de Deuses ou siga uma religião, a simbologia está entre os meus temas preferidos.

Mas… Enquadrando um pouco melhor… Tenho estado de volta de alguns projetos pessoais e profissionais e tinha 3 para arrancar agora com o mês de Abril.

E digo tinha porque acabei por ter de os colocar na pausa.
Ora, no dia 30 de Março, ligaram-me do hospital para marcar uma cirurgia que aguardo há um ano. E a data apresentada é já nesta semana.

Primeiro pensamento: boa, despacho já isto. Segundo pensamento: mas… Agora?!

O que quero despachar é retirar os miomas uterinos que atrapalham no bem-estar diário, especialmente devido ao volume de um deles.

Também é uma verdade que podia ter sido na fase mais calma a nível de trabalho e projetos que tive no final de 2016. Mas também é verdade que esta altura é melhor de diversas formas.

Entretanto, tive um dia mais ocupado a desmarcar consultas, reagendar outras e nessa noite tive então um sonho incomum no meu portfólio. Um sonho em que era observadora e em que não fazia parte dos personagens da história.

Sonhei com um rapazito que gostava muito de jogar à bola e que jogava bem. No entanto, é como se, mais do que não serem valorizadas, aquelas suas capacidades estivessem a ser anuladas pelos amigos e a escola onde andava. Quase como se lhe ensinassem movimentos incompatíveis com o seu SER.

Surgiu então uma oportunidade, pela mão de alguém, e ele foi para uma nova escola, aprender como desenvolver o seu gosto e capacidades com a bola.

Às tantas já havia uma equipa que funcionava muito bem e cujo ambiente era propício ao desenvolvimento em conjunto.

Certo dia havia um jogo importante e eles tinham de treinar, contudo estavam todos sentados numa sala, sem o fazer – e aqui já me encontrava presente na sala, junto do rapaz e os seus colegas de equipa. Lembro-me da sensação de alguma preocupação em não perder a hora do jogo.

No momento seguinte reparo que estamos todos sentados de frente para a mesma parede onde se encontra pendurado um símbolo, como se fosse o emblema do clube – algo meio circular.

Então, lembro a sensação de paz interior. Olhei o símbolo e notei que tinha no centro a figura de Ganesha, o deus com cabeça de elefante. Vi-o iluminar-se com uma luz dourada que deu mais cor e intensidade apenas ao centro deste emblema e o movimento de Ganesha que já não recordo bem se foi uma inclinação lateral da cabeça, mas que senti de alguma forma como um sorriso.

Senti uma paz e harmonia muito grandes, sorri e acordei com as palavras tender warrior em mente.

Pensei de imediato: que estranho, era Ganesha!

Podia ainda sentir a tranquilidade e o bem-estar daquele momento.
Pensei: o que será que significa?

E, assim que consegui abrir a pestana, peguei no iPad que estava na mesa de cabeceira e pesquisei no Google: significado de sonhar com Ganesha.

Percebi que não era a única com a mesma dúvida e que muitos outros já a tinham colocado anteriormente em blogs e fóruns de discussão.

As opiniões convergiam todas no mesmo sentido: Ganesha é o deus da prosperidade e um removedor de obstáculos. Não dá para explicar por palavras o meu sentimento ao lê-lo, aproximando-se apenas da gratidão serena.

Até que encontrei uma página que conta a lenda de Ganesha como filho de Shiva e Parvati, de alguma forma referido como um guerreiro, cuja cabeça de elefante é símbolo de sabedoria e paciência, para além de um lembrete da libertação do ego.

Associado à cabeça de Ganesha está o símbolo Om, que aprecio de tal forma que me acompanha, num ou noutro sentido, diariamente há mais de 15 anos.

Devo referir ainda que Shiva e Ganesha são duas figuras da cultura hindu que me atraem imenso, mesmo sem conhecer as suas histórias.

Se lhe fizer sentido, reminiscências de uma outra vivência talvez.

A minha professora de yoga disse-me que vê Ganesha como uma figura que sorri serena perante a adversidade. Gosto da ideia.

O que tirar daqui? Não sei ao certo. A ideia que mais me agrada é esta e a do removedor de obstáculos, claro. Mas vou manter a lembrança da paz, gratidão e harmonia que senti.

Já alguma vez sonhou com uma divindade?

Deixe a sua inspiração

Subscreva o Ideias
Subscrever
%d bloggers like this: