Queria usar uma bolsa pequena

Como é possível o tamanho da bolsa que carregamos fazer tanta diferença?! Pessoalmente, quanto maior a bolsa, mais eu coloco lá dentro. Mas se a bolsa fosse pequena era provável que usasse algum saco de apoio…

A sua bolsa é pequena? Como foi a transição?

Alguma dica? Aceito todas. 🙂

 

Plantas dentro de casa

Gosto de casas vivas e com muita luz. E plantas combinam bem com um ambiente assim.

sala luminosa com plantas penduradas em frente da janela

Fonte: Pinterest

Fonte: Pinterest

No entanto, plantas precisam de cuidados e devo confessar que se não estiverem bem à minha vista, esqueço-me de as regar…

Daí que, dentro de casa, concentro as plantas essencialmente no mesmo espaço. Onde elas parecem gostar de estar: a casa de banho maior. São só 8 as que tenho por lá! 🙂

Mas tenho andado com vontade de as pendurar, quer sejam aquelas ou outras, naquele ou noutro lugar. Gosto muito de ver plantas penduradas dentro e fora de casa. E tenho me inspirado no Pinterest com tantas formas diferentes de “acondicionar” plantas desta forma.

Há tantas ideias tão giras por aí!

Melhorias no nosso espaço

Porque elas são precisas!

Sabe aquelas coisas que se vão arrastando no tempo sem serem resolvidas só porque são simples? Bem, às vezes não são tão simples assim… ou já foram, antes de se terem arrastado no tempo e tomarem outras dimensões!

Afinal, a que me refiro? Este tipo de coisas aqui por casa são a tampa da sanita que está por substituir há um bom tempo ou as prateleiras do duche que não se apresentam a ninguém. Não estão bonitas, mas estão funcionais e por isso vão aguentando.

Mas temos as junções debaixo do lava-louça que pingam há demasiado tempo ou o puxador da porta do forno que está partido há quase tanto tempo quanto isso.

Lá está, pequenas coisas que podem tornar-se maiores com o tempo, mas que enquanto não fazem mossa suficiente na rotina do dia-a-dia…

No ano passado lá andei a fazer uma lista de todas as pequenas coisas que precisam da nossa atenção aqui por casa, já que nos últimos anos temos tentado melhorar o nosso espaço, quer com o destralhe, quer com pequenas reparações. E este ano estou muito voltada para resolver os problemas que temos na cozinha… e melhorar alguns outros detalhes.

Embora tenha mais um outro detalhe por resolver, estes são os que estão em lista para este ano:

  • Substituir a pega da porta do forno
  • Resolver goteiras e problemas de entupimento debaixo do lava-louças
  • Instalar um triturador de lixos numa das cubas
  • Reparar o armário abaixo do lava-louças, danificado pela acumulação de água
  • Substituir balde do lixo e sua localização
  • Colocar nova madeira no “rodapé” dos armários
  • Forrar o tampo das cadeiras
  • Substituir luz para LED

E estas considero serem as reparações necessárias.

Ficam alguns detalhes de fora como dar a volta a copos e canetas, assim como aos frascos de vidro ou procurar melhorar a organização no armário despensa.

Comprometo-me aqui consigo a fazê-lo. Porque comigo o compromisso funciona. E os prazos também.

Também tem destas coisas aí do seu lado do ecrã? Daquelas coisas que passam de ano para ano e lá vão ficando por resolver?

Vamos colocar as mãos na empreitada em conjunto?

Destralhe e livros

Aqui em casa continua o processo de destralhe. É de facto um processo contínuo.

E porque tenho partilhado um tour pelas minhas estantes de livros lá no canal do YouTube, agora é que me tenho dado conta da quantidade de livros que tenho por ler. São mais ainda do que me lembrava!

Ainda bem que uma das metas que defini para este ano foi ler um livro por mês. É que o tempo vai passando e vou-me distraindo com outras coisas no dia a dia. Vamos ver se consigo reduzir esta quantidade. O objetivo será ler, aprender e passar em frente os livros que não me servirem mais.

Contudo não é fácil destralhar livros. Há alguns que guardo porque quero voltar a ler, mas esse dia nunca chegou. Então, será que vale mesmo a pena guardá-los? Com outros já é mais fácil. Aqueles que sinto que basta ler uma vez. Esses penso em alguém que gostasse de os ler para lhes perguntar se os querem ou deixo-os por aí “esquecidos”, com uma nota de oferta num post-it no interior.

Hoje em dia, compro o mínimo possível em formato de papel e mais em formato digital. No entanto, ainda são muitos.

E há sempre a questão do espaço.

Quer ver a coleção de livros que fui juntando ao longo do tempo? Veja o tour nos videos abaixo.

Muita leitura tenho pela frente!

Como faz com os livros depois de lidos?